Um cenário e duas possibilidades de caminho a seguir

 

O momento atual de incerteza, do desconhecido, do que não podemos tocar, quais tem sido as suas escolhas de leitura, de conversas, de pensamentos? Será que você está focando naquilo que realmente deseja ou está concentrando atenção naquilo que não deseja experimentar? Você tem colocado foco naquilo que não tem controle e que não pode mudar?

Deepak Chopra, médico indiano, já dizia que ‘o funcionamento das nossas células está diretamente ligado aos pensamentos que criamos, sendo constantemente modificado por elas. Alguém que esteja deprimido, por exemplo, projeta tristeza em todo o corpo.’

Então, reflitamos: quantas vezes, nestes últimos meses, você já sentiu calafrios, dor de garganta, coriza, dor no corpo…? Não queremos contrair o tão ameaçador vírus, mas buscamos inconscientemente sentir os sintomas provocados por ele. Passamos a ter atitudes ou mantemos padrões de comportamento que nos colocam vulneráveis e mais suscetíveis a adquirir a doença.

Se tudo que colocamos foco, cresce, por que não focar no positivo, na saúde, na cura? Por que não acreditar que tudo na vida pode vir com facilidade, alegria e glória?

Inatingível?

Pouco concreto?

Para um cenário ruim, negativo, conseguimos enxergar mais facilmente a possibilidade de se tornar real. Já para o positivo, optamos por enquadrá-lo como fantasioso, abstrato.

Na tentativa de trazer lucidez para aqueles que ainda se sentem incomodados, trago a reflexão de Albert Einstein, físico teórico alemão: ‘e não há sonhos impossíveis para aqueles que creem que o poder de realizar algo reside no interior de cada ser humano.’

Por aqui, acreditamos na saúde, no poder que a nossa mente tem sobre os aspectos fisiológicos do nosso organismo. Por isso, instituímos momentos de meditação e rodas de conversa. É a oportunidade de olharmos para nós mesmos, de nos conhecermos, de enxergarmos a preciosidade que existe em cada um de nós.

E como passamos a maior parte do nosso dia em nossos trabalhos, que usufruamos desses momentos que são ofertados e passemos a acreditar que o ambiente ocupacional também é promotor da saúde, também é fonte de bem-estar e satisfação. Porque o ambiente somos nós quem criamos.

Qual realidade você escolhe criar: a da busca pela doença, pelo negativo, ou a da saúde, da felicidade?!

Compartilhe:
Contato
AGIR AGIR
Fone: (62) 3995-5406
Av. Olinda com Av. PL3, Qd. H4 Lt 1,2,3 Ed. Lozandes Corporate Design, Torre Business, 20° Andar, Parque Lozandes.
Goiânia - Goiás
CEP: 74884-120
agir@agirgo.org.br
CRER CRER
Fone: (62) 3232-3232 / 3232-3000
Av. Vereador José Monteiro, 1655, St Negrão de Lima.
Goiânia - Goiás
CEP: 74653-230
crer@crer.org.br
HDS HDS
Fone: (62) 3201-6400 / 3201-6437
GO 403, Km 08, Colônia Santa Marta.
Goiânia - Goiás
CEP: 74735-600
hds@hds.org.br
HUGOL HUGOL
Fone: (62) 3270-6300
Av. Anhanguera, 14527 - St. Santos Dumont.
Goiânia - Goiás
CEP: 74463-350
hugol@hugol.org.br

Convênios

Sigam nossas redes sociais

Fechar Menu